Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2012

A IMPORTÂNCIA DE OSCAR NIEMEYER PARA O BRASIL E O MUNDO

Por Alexandre Figueiredo

Oscar Niemeyer, um dos mais renomados arquitetos brasileiros, nos deixou ontem à noite, no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, a dez dias de completar 105 anos. Sofria insuficiência respiratória e desde novembro estava muito doente.

Foi uma vida longeva e ativa, em que Oscar, mesmo com a voz mais frágil, expressou sua lucidez nos últimos anos. Era um dos últimos remanescentes de uma produtiva geração de intelectuais que procurou pensar e agir pelo Brasil. Era formado em Arquitetura pela Escola Nacional de Belas Artes, atual Escola de Belas Artes da UFRJ, em 1934.

Era uma época em que a geração modernista já se consolidava como um grupo de intelectuais dedicados ao progresso sócio-cultural do Brasil. Mário de Andrade já atuava em cargos administrativos do governo paulista e depois se tornaria um dos fundadores do IPHAN, então conhecido como SPHAN (Serviço), juntamente com Rodrigo Melo Franco de Andrade.

A fundação do SPHAN, a partir de 1936 mas oficialment…

ENCONTRO DISCUTE OBSERVATÓRIO DE POLÍTICAS CULTURAIS E PLANOS DE SALVAGUARDA

Por Alexandre Figueiredo

Entre os próximos dias 26 e 28 de novembro, acontece, no Centro Lúcio Costa, no Edifício Palácio Gustavo Capanema, no bairro do Castelo, no Rio de Janeiro, a 3ª Reunião Técnica sobre Políticas e Planos de Salvaguarda para o Patrimônio Cultural Imaterial da América Latina.

 Promovido pelo Centro Regional para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da América Latina (Crespial) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o evento pretende debater políticas de pesquisa, informação e preservação das manifestações culturais existentes nos países integrantes do Crespial.

Os países membros dessa organização, além do Brasil, são a Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, México, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. O encontro pretende debater a criação de observatório para as políticas culturais nesses países e para planos de salvaguarda para a preservação e conservação do patrimônio cultural imaterial.

Os integ…

ARQUITETA JUREMA MACHADO ASSUME PRESIDÊNCIA DO IPHAN

Por Alexandre Figueiredo

Já trabalha à frente do IPHAN a nova presidenta do instituto, a arquiteta Jurema de Sousa Machado, que substitui o também arquiteto Luiz Fernando de Almeida, que pediu exoneração do cargo, depois de intensa atividade à frente da autarquia.

Luiz Fernando havia substituído, em 2006, o antropólogo Antônio Augusto Arantes, que havia pedido exoneração depois de denúncias de que havia usado dinheiro do IPHAN para financiar um espetáculo do grupo teatral de sua esposa. Na época, o arquiteto era diretor do Programa Monumenta, que depois foi integrado ao IPHAN.

Luiz Fernando chegou a receber a atual ministra da Cultura, Marta Suplicy, dando-lhe informações a respeito da situação vivida pelo IPHAN atualmente. A renúncia foi formalizada pela publicação, no Diário Oficial da União do último dia 26 de setembro, da substituição do comando da autarquia.

Jurema Machado assumiu o IPHAN no último dia 08. Também ligada ao Programa Monumenta, do qual participou de sua fundação, …

UNIÃO PEDE QUE MUSEU DO ÍNDIO SEJA TOMBADO

Por Alexandre Figueiredo

Na última segunda-feira, o governo do Estado do Rio de Janeiro anunciou a demolição do Museu do Índio, situado ao lado do Estádio Mário Filho, o Maracanã, na cidade do Rio de Janeiro. Informado do anúncio, a Defensoria Pública da União entrou com uma ação civil pública pedindo que o museu seja tombado.

O anúncio da demolição do prédio pelo governo fluminense teve como justificativa a intenção de atender aos padrões internacionais de construção de estádios, já que a área serviria, nesse raciocínio, para criar um amplo acesso de saída dos frequentadores do estádio.

O governo estadual ainda acrescentou que irá assinar a declaração de compra do terreno, avaliado em R$ 60 milhões, para efetuar o processo de demolição e construir o acesso no museu, em cuja área existe também uma comunidade indígena.

Abandonado há 33 anos, o Museu do Índio foi criado pelo antropólogo Darcy Ribeiro, em 1953, para guardar acervos relacionados à cultura indígena, pesquisas etnográficas…

NOVO CONCURSO DO IPHAN DEVERIA REFLETIR AS DEMANDAS DO ÓRGÃO

Por Alexandre Figueiredo

O fim da fase Ana de Hollanda no Ministério da Cultura, substituída por Marta Suplicy, pode não parecer, a primeira vista, uma promessa de tempos dourados para a pasta, considerada uma das que menos recebem atenções do Governo Federal.

No entanto, o fim de uma gestão que, no conjunto da obra, estava mais voltada para a burocracia dos direitos autorais dentro dos padrões anteriores à popularização da Internet e ao surgimento de novas tecnologias e linguagens, traz muita expectativa de como se comportará o MinC a partir de agora.

No caso do IPHAN, a gestão de Ana de Hollanda, como se sabe, aparentemente não alterou a rotina da autarquia, que se seguiu ao seu trabalho de pesquisas, tombamentos e lançamento de livros e outros eventos.

Mesmo assim, a gestão de Marta Suplicy pode também significar novas expectativas para o instituto. Afinal, o IPHAN também é o que menos recebe atenção entre os órgãos do Ministério da Cultura, o que torna a situação ainda mais probl…

AS EXPECTATIVAS EM TORNO DE MARTA SUPLICY COMO MINISTRA DA CULTURA

Por Alexandre Figueiredo

Este mês foi marcado, no cenário político cultural do Brasil, pela saída da ministra Ana de Hollanda do Ministério da Cultura, depois de quase dois anos de uma gestão controversa e repudiada pela classe artística e intelectual.

Como ministra, a irmã de Chico Buarque, que também é cantora e havia gravado vários discos dentro da linha da MPB sofisticada pós-Bossa Nova, causou polêmica pelas articulações que ela tinha com integrantes do ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), entidade dedicada ao registro dos direitos autorais.

A entidade, por si, também não é vista positivamente pelos próprios artistas. Estes precisam pagar para ter suas músicas protegidas em seus registros autorais, mas eles mesmos praticamente encontram dificuldades para usar suas próprias obras. Um caso típico com matizes kafkianas foi o fato de Jorge Ben Jor, certa vez, ser proibido de tocar as músicas que ele gravou quando era apenas Jorge Ben.

Ana de Hollanda, em sua gest…

DIA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, FESTA E PUBLICAÇÕES

Por Alexandre Figueiredo

Hoje, 17 de agosto, é o Dia do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, uma data relacionada a um tema que ainda rende controvérsias, principalmente num país onde a memória curta é ainda um dos hábitos de maior orgulho para parte da opinião pública.

Além de lembrarmos a trajetória do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, que, surgido como SPHAN (serviço) e tendo passado por diversas siglas e nomenclaturas, existe desde 1936, de forma provisória, e desde 1937 através de sua regulamentação, lembramos também da figura de seu primeiro diretor, o advogado mineiro Rodrigo Melo Franco de Andrade, um de seus membros fundadores junto ao poeta Mário de Andrade e com o apoio de uma geração de intelectuais, das quais Oscar Niemeyer é um dos últimos sobreviventes.

Rodrigo dirigiu o SPHAN até 1967, quando se aposentou, dois anos antes de morrer. Mas sua conduta cheia de dificuldades e enfrentando sérias limitações de ordem institucional, econômica e até…

INCÊNDIO PODE TER COMPROMETIDO QUADROS PRECIOSOS

Por Alexandre Figueiredo

Numa época em que as gerações mais recentes desconhecem o que é a verdadeira cultura - a "cultura" que eles conhecem só é aquela imposta pela grande mídia - , quando ocorre alguma tragédia, a situação fica ainda mais preocupante.

Na noite de ontem (13/08/2012), aconteceu um incêndio na casa do colecionador de arte Jean Boghici, em Copacabana. Havia muitas obras de arte no local, incluindo quadros de Di Cavalcanti - como Samba (foto), de 1925 - , Tarsila do Amaral e até Carlos Vergara (que continua vivo e ativo).

Até agora não se sabe oficialmente o tamanho do prejuízo causado, mas o incêndio obrigou os moradores do prédio, localizado nos arredores da Rua Barata Ribeiro.

Segundo um morador, o incêndio teria começado no quarto. Vários documentos e quadros teriam sido atingidos. Não houve feridos nem vítimas fatais, mas os familiares do colecionador tiveram que sair imediatamente do prédio.

Em 2009, um incêndio atingiu outro apartamento no Leblon, e um…

QUANDO INTELECTUAIS DEFENDEM NÃO A CULTURA, MAS O HIT-PARADE

Por Alexandre Figueiredo

Algo muito estranho acontece na intelectualidade brasileira. Nos últimos 15 anos, historiadores, sociólogos, antropólogos e críticos musicais que deveriam zelar pela verdadeira cultura popular, passam a defender, em vez disso, uma "cultura" marcada pelo comercialismo mais explícito, mas que é considerado oficialmente como "popular".

Desde que o historiador baiano Milton Moura publicou o ensaio "Esses Pagodes Impertinentes...", na publicação Textos de Cultura e Comunicação da Universidade Federal da Bahia - mas com um conselho editorial envolvendo professores de várias universidades - , defendendo o "pagodão" derivado do fenômeno É O Tchan, a intelectualidade pegou gosto de defender a "indústria cultural", mesmo afirmando defenderem a "verdadeira cultura popular".

O É O Tchan chegou até mesmo a ser incluído num documentário sobre folclore, apresentado por Gilberto Gil e produzido pelo antropólogo Herm…

O DESENVOLVIMENTO DE SÃO PAULO ATRAVÉS DO SERVIÇO DE LIMPEZA

Por Alexandre Figueiredo

O serviço de limpeza pública é uma atividade bastante valorizada nos países desenvolvidos. Os próprios garis chegam mesmo a expressar autoridade no assunto, orientando e até mesmo ordenando as pessoas a arrumarem seus depósitos de lixo para ajudar a coleta dos trabalhadores do lixo.

A importância da limpeza pública é tal que ela ajuda a prevenir doenças. Mas num país como o Brasil, ainda em crise de valores, em que um jornalista de considerável projeção chega a fazer comentários grosseiros e desrespeitosos aos garis, depois de ver uma dupla expressando muita alegria por um ano que termina, é preciso repensar as coisas e ver a grande dignidade que possui essa atividade, muito importante para a nossa sociedade.

Um livro que descreve a história dos serviços de limpeza pública da cidade de São Paulo é um bom subsídio para isso. E mostra o quanto a evolução sócio-cultural da capital paulista influiu também na transformação dessa atividade ao longo dos anos.

Esse l…

UNESCO RECONHECE TÍTULO DE PATRIMÔNIO MUNDIAL PARA O RIO DE JANEIRO

Por Alexandre Figueiredo

A semana foi marcada pelo reconhecimento, por parte da UNESCO, do título do Patrimônio Mundial para a Paisagem concedido ao Rio de Janeiro, no último domingo.

O título foi dado durante a 36ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial das Nações Unidas, realizado em São Petersburgo, na Rússia, reunião que se iniciou em 25 de junho passado.

Na delegação brasileira, estavam presentes na ocasião a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e o presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Luiz Fernando de Almeida, que comemoraram a decisão. É mais um patrimônio brasileiro que agora faz parte da lista do Patrimônio Mundial.

O evento, que se encerra hoje, celebra os 40 anos da Convenção de 1972, documento lançado pelo Congresso Nacional da UNESCO (Organização para a Educação, Ciência e Cultura das Nações Unidas) realizado em UNESCO, que lançou as diretrizes para a proteção do patrimônio mundial cultural e natural. No evento, foi lançada a primeira Li…

LIVRO RELATA TOMBAMENTO DE TEMPLOS AFRO-BRASILEIROS

Por Alexandre Figueiredo

Embora de forma tardia, o legado da influência africana na cultura brasileira, através dos templos afro-brasileiros, foi valorizado através da dedicação de cientistas sociais empenhados na sua preservação, há 28 anos.

Como forma de relatar o histórico desse processo de tombamento dos templos de cultos de origem africana no Brasil, através do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, foi lançado o livro O Patrimônio Cultural dos templos Afro-Brasileiros, pela Oiti Editora e Produções Culturais.

O livro foi lançado no último dia 14 em evento realizado na sede da 7ª Superintendência Regional do IPHAN, no Solar Berquó, na Barroquinha, centro histórico de Salvador.

A publicação é resultante dos trabalhos realizados no Seminário Internacional Políticas de Acautelamento do IPHAN para Templos de Culto Afro-Brasileiros, realizado em 2009, em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e que teve a coordenação da antropóloga Maria do Rosário Go…

ESTÁ NO AR EDITAL 2012 DO PROGRAMA NACIONAL DO PATRIMÔNIO IMATERIAL

Por Alexandre Figueiredo

Está no ar, desde o último dia 18, o Edital 2012 do PNPI - Programa Nacional do Patrimônio Imaterial - , lançado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, dando continuidades às políticas de desenvolvimento do patrimônio imaterial, instituídas em 2000.

O Programa de Mapeamento, Documentação, Apoio e Fomento ao Patrimônio Cultural Imaterial tem recursos financeiros na ordem de R$ 1 milhão, e só aceitará os projetos que solicitem apoio mínimo de R$ 100 mil e máximo de R$ 105 mil, o que não inclui o valor referente à contrapartida.

O Departamento de Patrimônio Imaterial do IPHAN receberá as propostas até o próximo dia 20 de julho, para avaliação e seleção das propostas aprovadas. Entre os temas recomendados, estão hábitos, saberes, rituais, festas e formas de expressão de comunidades afro-brasileiras, indígenas, de descendentes de imigrantes, ciganos e outras comunidades.

O PNPI, cujo referido edital está disponível no sítio do IPHAN - http://…

IPHAN INICIA TOMBAMENTO DOS BONDES DE SANTA TERESA, NO RIO DE JANEIRO

Por Alexandre Figueiredo

Foi publicado no Diário Oficial da União, edição de hoje, o edital que dá início ao processo de tombamento do sistema de bondes que ligam Santa Teresa ao Largo da Carioca, no Rio de Janeiro.

O tombamento inclui todo o percurso dos bondes, além dos próprios veículos e as instalações relacionadas, além das bifurcações que dão ao Largo das Neves, ao bairro Dois Irmãos e ao prolongamento para o bairro de Silvestre.

Por enquanto, trata-se da etapa do tombamento provisório, uma espécie de adiantamento para o tombamento definitivo, depois de avaliação feita pelos técnicos do IPHAN junto a pesquisadores e testemunhas do patrimônio em questão.

O projeto de tombamento não indica a volta dos bondes à circulação, substituídos temporariamente por um esquema especial de micro-ônibus. Afinal, o sistema se encontra paralisado, em obras de recuperação, depois que dois acidentes ocorreram recentemente, um nos Arcos da Lapa, matando um turista, e outro no entorno de Santa Teres…

TÉCNICOS AVALIAM SITUAÇÃO DE BRASÍLIA

Por Alexandre Figueiredo

Às vésperas de completar 52 anos, que será daqui a um mês, Brasília se encontra numa situação delicada. Seu crescimento complexo, que em muitos aspectos não condiz com seu projeto urbanístico original, pode fazer a cidade perder o título de Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO.

Para avaliar o problema, técnicos da UNESCO visitaram a capital do Brasil nos últimos dias de 12 a 15 da semana passada. Os especialistas em arquitetura e urbanismo, o argentino Luiz Maria Calvo e o espanhol Carlos Sambricio realizaram a visita, em companhia do presidente do IPHAN, Luiz Fernando de Almeida.

Almeida, por sua vez, reconhece a complexidade da capital, e por isso a gestão do patrimônio cultural na cidade exigem a busca constante de valores que reafirmem seus valores. Esses instrumentos, no entanto, exigem a possibilidade de enfrentar o problema com políticas de ação que priorizem objetivos estratégicos, não se limitando às ações de cunho estético.

O presidente do IPHA…

A SEMANA DE 1922 E SEU COMPLEXO LEGADO

MODERNISTAS DE 22. ABAIXO, SENTADO, ESTÁ MÁRIO DE ANDRADE.

Por Alexandre Figueiredo

Há 90 anos, um simples evento cultural era realizado no Teatro Municipal de São Paulo. Seria um evento como tantos outros, talvez com expressiva repercussão dentro de seu tempo. Um acontecimento que poderia causar alguma polêmica forte no calor do momento, mas que poderia ter passado a posteridade como coisa passada e sem importância.

Só que isso não aconteceu. O evento, chamado Semana de Arte Moderna de São Paulo, causou tanta controvérsia e impacto que ultrapassou os limites geográficos e temporais. Exerceu grande influência na transformação da cultura brasileira do século XX, com reflexos que prevaleceram até meados dos anos 70.

A Semana de Arte Moderna reuniu as expressões dos modernos artistas ligados às artes plásticas, à literatura, à música e outras modalidades culturais. Era uma maneira de difundir os novos talentos, que em suas diferenças de estilo e de linguagem, representavam uma nova perspecti…

IPHAN CRIA GRUPO DE TRABALHO E INICIA REUNIÃO DO CONSELHO CONSULTIVO

Por Alexandre Figueiredo

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional iniciou suas atividades em 2012 avaliando os tombamentos do Centro Histórico de Manaus, no Amazonas, de Oiras e Piracuruca, no Piauí e de Antonina, no Paraná. A instituição também criou um grupo permanente de trabalho dedicada aos recursos genéticos existentes no Brasil.

Além disso, o Conselho Consultivo do IPHAN elabora o registro como Patrimônio Cultural do Ofício e dos Modos de Fazer a atividade de produção das Bonecas Karajá, proposta feita pelas tribos indígenas que vivem nas aldeias Buridina e Bdè-Burè, localizadas em Aruanã, na cidade de Goiás (GO), e nas aldeias Santa Isabel do Morro, Watau e Werebia, localizadas na Ilha do Bananal no Estado de Tocantins, com o apoio dos membros das aldeias Buridina, Bdè-Burè e Santa Isabel do Morro.

A produção de bonecas Karajá, além de expressar o imaginário infantil das populações indígenas, é fonte de renda para suas famílias, e servem também como expressão de s…