Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2018

LITERATURA DE CORDEL É PATRIMÔNIO CULTURAL BRASILEIRO

Por Alexandre Figueiredo

A Literatura de Cordel, tradicional manifestação popular de origem portuguesa, tornou-se Patrimônio Cultural Brasileiro. A decisão foi tomada no último dia 19 de setembro, pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Histórico, colegiado comandado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), na pessoa da presidente Kátia Bogéa.

O colegiado decidiu pelo tombamento por unanimidade, em reunião realizada no Forte de Copacabana e que contou com a presença do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão e do presidente da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, Gonçalo Ferreira.

A Literatura de Cordel é uma atividade artística que prioriza a produção de textos poéticos, com mensagens simples que servem muitas vezes não só como expressão de poesia, mas também como textos informativos, comentando os fatos do dia e homenageando datas. Em muitos casos, também se narram obituários, homenageando o morto da ocasião.

Eventualmente, textos de prosa também sã…

MUSEU NACIONAL SE REÚNE COM REPRESENTANTES DO IPHAN

Por Alexandre Figueiredo

Está marcada para hoje uma reunião entre a diretoria do Museu Nacional, representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM). Surgido de um desmembramento do antigo Departamento de Museus (DEMU) do IPHAN, o IBRAM faz parte do Conselho Consultivo do IPHAN, com um representante especialmente designado para a função.

Segundo o diretor administrativo do Museu Nacional, Wagner William Martins, será realizada uma força-tarefa para avaliar e planejar os trabalhos de recuperação do prédio, situado em São Cristóvão, no Rio de Janeiro. Representantes da UNESCO também irão participar da reunião.

A recuperação do prédio também depende de avaliação do IPHAN, condição obrigatória para que se permitisse trabalhos de intervenção em prédios históricos tombados pelo instituto. O Museu Nacional está tombado pelo IPHAN há 80 anos.

Os trabalhos se dividem em dois planos. Há o plano emergencial, para o qual se…

O INCÊNDIO NO MUSEU NACIONAL E A TRAGÉDIA CULTURAL BRASILEIRA

MUSEU NACIONAL, NO RIO DE JANEIRO, APÓS O INCÊNDIO DE 02 DE SETEMBRO.

Por Alexandre Figueiredo

Não se chegou a um mês de completados os 200 anos do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, que foi no último 06 de agosto de 2018, e uma tragédia tornou-se o efeito da indiferença que o poder público e a sociedade em geral sentiu pela instituição, que abrigava um rico acervo que, infelizmente, se perdeu para sempre.

Foi encerrar o expediente, no último dia 02 de setembro, para um incêndio surgir, provavelmente devido a um curto-circuito. O fogo se espalhou rapidamente, e o corpo de bombeiros chegou quando o incêndio já era intenso, destruindo quase que por completo seu acervo, restando muito poucas coisas, entre as quais o meteorito Bendegó, por ser resistente a altas temperaturas.

Perderam-se muitas obras de arte aplicada, muitos objetos de valor arqueológico de tribos ameríndias e de antigos povos egípcios. A recente reconstituição de uma mulher que teria vivido no território brasileiro duran…

II REUNIÃO DE GOVERNANÇA ACONTECE NO RIO DE JANEIRO

Por Alexandre Figueiredo

Os representantes de governos dos países da América do Sul, da África e o Timor Leste, na Ásia, tem novo encontro nos dias 30 e 31 de agosto, quando se realiza, no Centro Lúcio Costa, no Rio de Janeiro, a II Reunião de Governança, que conta também com a participação da Diretoria-Geral da UNESCO.

A reunião, promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), tem como objetivo avaliar as atividades de gestão e capacitação do patrimônio cultural, tanto no que se refere às ações que foram feitas, os desafios a serem enfrentados e os novos projetos a serem traçados.

No evento, será apresentado um relatório do Centro Lúcio Costa sobre seus últimos quatro anos de atividades de pesquisa aplicada e trabalhos de qualificação acadêmica e profissional, que permitiram a formação de cerca de 350 técnicos e 14 gestores de 14 dos países que estão envolvidos com atividades sobre o Patrimônio Mundial.

As ações afirmativas promovidas pelo CLC são base…

IPHAN INVESTE NA RESTAURAÇÃO DE IGREJAS NA BAHIA

Por Alexandre Figueiredo

Por intermédio do PAC das Cidades Históricas, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional segue realizando investimentos em restaurações de igrejas na Bahia, utilizando recursos de R$ 1,6 bilhão. Várias igrejas tiveram obras concluídas, outras ainda estão em andamento e outras ainda a se realizarem.

Durante nove anos, a Capela do Campo Santo, localizada junto ao cemitério do bairro do mesmo nome, situado no caminho entre o Canela e a Federação e situado próximo ao acesso à Av. Centenário, em Salvador, teve que cancelar suas missas devido às obras de restauração.

As missas só foram reiniciadas no templo depois que um minucioso trabalho de restauração fosse concluído e fossem também verificadas condições técnicas de segurança para as pessoas frequentarem o local. No último dia 18, a Capela do Campo Santo foi reinaugurada, voltando a ser uma opção de lazer e religiosidade à população.

Segundo o coordenador da Comissão de Arte Sacra da Arquidiocese d…

A CULTURA BRASILEIRA NO BRASIL EM CRISE

Por Alexandre Figueiredo

A crise brasileira vivida nos últimos anos se deu, em parte, pela contribuição de uma parcela de intelectuais elitistas, mas pretensamente progressistas, que, clamando pela "ruptura do preconceito", defendiam o establishment do entretenimento, envolvendo música e comportamento, exaltando fenômenos conservadores mas de forte apelo popular.

Não houve uma mea culpa oficial dessa intelectualidade, mas tão somente uma "mudança de assunto". Passaram a comentar sobre os deslizes da Rede Globo, sobre nomes esquecidos da MPB, sobre aborto, nos fazendo esquecer que essas pessoas defendiam ícones "populares demais" que eram patrocinados pela mesma Rede Globo que hoje dizem repudiar.

Quebrada a vidraça da cultura brasileira, a falácia do "combate ao preconceito", que na verdade era um mecanismo para prolongar modismos comerciais sob a retórica da "etnografia", do "ativismo" e da "provocatividade", fez …

RIO DE JANEIRO SEDIA DEBATES SOBRE RISCOS E NECESSIDADE DE PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO

TRAGÉDIA DE MARIANA, EM MINAS GERAIS, É UM DOS TEMAS DISCUTIDOS NUM DOS ENCONTROS.

Por Alexandre Figueiredo

No Rio de Janeiro que precisa rever seus valores e seus próprios riscos, é mais do que oportuno que a cidade sedie dois eventos sobre patrimônio cultural, um discutindo os riscos e desastres que ameaçam a preservação patrimonial e outro debatendo justamente as políticas de gestão e promoção do patrimônio arquitetônico.

O primeiro evento acontece dias 23 e 24 de maio de 2018, no Edifício Teleporto, na Av. Pres. Vargas, na Cidade Nova. É a quinta edição do evento Jornadas do Patrimônio, cujo tema são os riscos e desastres que ameaçam a preservação patrimonial, e discutirá as formas de administrar o patrimônio de maneira que se previnam as ocorrências desses riscos.

Entre as palestras anunciadas, uma delas se dedica a analisar a tragédia ambiental de Mariana, no interior de Minas Gerais, que ocorreu em 2015, causando várias mortes e danos ambientais de extrema gravidade, causando s…

APOIO DE INTELECTUAIS À BREGALIZAÇÃO FOI PEÇA DO JOGO GOLPISTA

PASSEATA CONTRA DILMA ROUSSEFF NA AV. PAULISTA, EM 13 DE MARÇO DE 2016.

Por Alexandre Figueiredo

O cenário político e social de hoje, que já era grave e se tornou bastante delicado depois da prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, se deve principalmente pelo jogo político no qual atuaram não somente opositores assumidos, mas também pretensos aliados que pareciam estarem comprometidos com a causa progressista dos governos de Lula e Dilma Rousseff.

Todavia, como se observou nas manobras políticas de 1964, o golpismo político que se deu em várias etapas em 2016 e ocorreu mais adiante em 2017, culminando, mais recentemente, com a prisão de Lula, foi um jogo no qual não se pode contentar com o aparente maniqueísmo que aponta para a oposição simples de forças progressistas e forças reacionárias.

Em primeiro lugar, o golpismo político, tanto em 1964 quanto em 2016, só foi possível pelo desvio de foco de causas progressistas para aspectos pontuais ou secundários que, por mais que t…

CRIA DO PODER DA MÍDIA E DO MERCADO, "FUNK" RECUSA A ASSUMIR ESSE VÍNCULO

SUPOSTAMENTE ANTI-GLOBO, LIGA DO FUNK GRAVA REPORTAGEM PARA O FANTÁSTICO, DA MESMA REDE GLOBO.

Por Alexandre Figueiredo

Um fato estranho ocorreu em 2016, o ano do golpe político que levou Michel Temer ao poder. A Liga do Funk, organização de "funk" de São Paulo, participou, no dia 24 de março, de um ato contra a Rede Globo na capital paulista, ao lado de diversas organizações ligadas aos movimentos sociais, sob ocomando da Central Única dos Trabalhadores.

Poucos meses depois de participar da marcha anti-Globo, todavia, a mesma Liga do Funk aceitou participar, juntamente com a equipe do canal Kondzilla - maior divulgador do "funk" no YouTube - , da gravação de uma reportagem para o programa Fantástico, da mesma Rede Globo que foi alvo do protesto, meses atrás. A gravação ocorreu em 20 de julho e o programa foi ao ar em 09 de outubro.

Contradições bastante diversas são praticadas pelo "funk", um ritmo dançante meramente comercial que vende a falsa imagem de…

IGREJA DO PASSO É REABERTA AO PÚBLICO EM SALVADOR

Por Alexandre Figueiredo

Depois de mais de vinte anos fechada, a Igreja do Santíssimo Sacramento da Rua do Passo, cujo nome mais popular é Igreja do Passo, em Salvador, foi reaberta ao público depois de um minucioso e difícil trabalho de restauração.

A restauração foi feita durante três anos, através de um investimento de R$ 11,3 milhões do Governo Federal, por iniciativa do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), garantindo assim não apenas um espaço para atividades religiosas dos baianos, numa cidade com muitas igrejas que é Salvador, mas também uma importante área de lazer e de apreciação cultural.

Foi um trabalho muito difícil e cuidadoso. A igreja estava fechada por apresentar rachaduras e outras ações do tempo, que se agravaram pela falta de conservação, trazendo risco à vida dos frequentadores. Por isso, a igreja permaneceu fechada ao público até que se concluísse um trabalho de recuperação que pudesse permitir novamente a visitação pública.

As obras re…

60 ANOS APÓS "CHEGA DE SAUDADE", RIO DE JANEIRO SOFRE DECADÊNCIA

TIROTEIO NA ROCINHA, BAIRRO DA MESMA ZONA SUL QUE OUTRORA HAVIA CRIADO A CULTURA DA BOSSA NOVA.

Por Alexandre Figueiredo

60 anos depois da primeira gravação de "Chega de Saudade", a simbólica canção de Antônio Carlos Jobim e Vinícius de Moraes que soa como um manifesto da Bossa Nova pelo fato da letra propor a ruptura com a fossa e as tristezas amorosas, personificadas pela tal "saudade", o Rio de Janeiro há muito perdeu a modernidade e a beleza que havia no distante ano de 1958.

Se, naquela época, o único fato sombrio daquela época, foi o assassinato da jovem Aída Cúri, de apenas 18 anos, por dois rapazes sob o consentimento de um porteiro - dos três envolvidos, um dos rapazes, Ronaldo, continua atualmente vivo e virou empresário - , isso não impediu que o Rio de Janeiro, em vias de deixar a condição de capital federal, exibisse sua exuberância e beleza.

Em 1958, a canção "Chega de Saudade" foi gravada em um disco de Elizeth Cardoso, cantora em plena asc…