Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2008

OS 100 ANOS DE CLAUDE LEVI-STRAUSS

Por Alexandre Figueiredo

Alguns dias atrás, em 28 de novembro, celebramos o centenário de nascimento do antropólogo Claude Levi-Strauss. Etnógrafo e também filósofo, Levi-Strauss, que recentemente se dedica a palestras e ensaios, foi um importante cientista social, não só para o mundo e especialmente a Europa, como também para o Brasil, país onde ele fez pesquisas sobre os povos indígenas na década de 30, em plena Era Vargas.

Apesar de nascido em Bruxelas, na Bélgica, em 28 de novembro de 1908, Levi-Strauss descende de família francesa e judia. Pelo fato de seu pai ter sido pintor, além de profundo apreciador das artes, o gosto por música, poesia, literatura e artes plásticas era bastante cultivado pela família de Levi-Strauss.

Ele viveu sua infância no período da então proclamada Grande Guerra (1914-1918), que só ganhou o título de Primeira depois que outro conflito bélico internacional aconteceu, duas décadas depois. Nessa época, Levi-Strauss vivenciou, a partir de então, a crise exist…

BREGA-POPULARESCO E PRECONCEITO

Por Alexandre Figueiredo

A popularidade que fez do brega-popularesco um fenômeno dominante e o respaldo que seus estilos recebem da grande mídia permite que se crie um discurso em que qualquer rejeição a qualquer ídolo ou estilo é tida como "preconceituosa".

Documentários, reportagens de revistas, jornais, sites e programas de televisão, depoimentos dos próprios ídolos no rádio e TV, tudo é feito para fazer prevalecer o brega-popularesco, simulando uma diversidade cultural no Brasil que não é mais do que uma caricatura ou um arremedo do seu verdadeiro patrimônio cultural. Trata-se de uma indústria, de uma coisa meramente mercadológica. Mas muitos confundem arte e cultura com entretenimento e alegam que a rejeição a ritmos brega-popularescos se dá pura e simplesmente por questão de "preconceito".

No entanto, a rejeição parte de intelectuais e fãs de música de qualidade que vêem nos ritmos popularescos um tipo de música sem valor artístico. Estarão eles errados? Que pre…

MÁRIO DE ANDRADE TRANSFORMOU A CULTURA BRASILEIRA

Por Alexandre Figueiredo

Em 09 de outubro de 2008, tivemos a lembrança dos 115 anos de nascimento do poeta, escritor, agitador cultural e pesquisador Mário de Andrade. Foi uma figura ímpar que contribuiu para a transformação da cultura brasileira, sob vários aspectos. A recordação dessa importante figura, ainda que não tenha caído no esquecimento diante do impacto de sua trajetória, marcante até os dias de hoje, é oportuna no contexto atual de crise que passa a nossa cultura. Uma crise não de manifestações culturais, que sempre ocorreram e sempre ocorrem - certamente o poeta modernista não se faria mentir se hoje vivesse - , mas de valores hegemônicos que permitem a veiculação de manifestações culturais duvidosas, tidas como "populares" mas patrocinadas pelos detentores de poder, que investem numa estereotipação do povo, numa caricatura em carne viva, que prejudica a livre expressão da maioria das pessoas, embora sempre haja alguma reação contra esse poder dominante que toma …

MUSEU DO PAMPA GAÚCHO E A REABILITAÇÃO DO GENERAL CANABARRO

Por Alexandre Figueiredo

Os gaúchos da cidade de Santana do Livramento se preparam para homenagear a Revolta Farroupilha e a reabilitar a imagem do General David Canabarro, cujos restos mortais retornam ao município depois de 61 anos. Um memorial em sua homenagem será erguido na Praça General Osório.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional elaborou um projeto, junto à prefeitura de Santana do Livramento, prevendo a construção, além do memorial, do Museu do Pampa Gaúcho. Para o museu, a prefeitura adquiriu de um morador a residência que pertenceu a David Canabarro, com um preço de R$ 200 mil pelo imóvel. Este será reformado pelo IPHAN para abrigar o museu. O imóvel teve como morador Luiz de Mello Arnes, que viveu no local durante cerca de três décadas.

Entre o imóvel que abrigará o museu e a praça onde ficará o mausoléu, existe uma distância de aproximadamente 500 metros. A praça fica num ponto destacado do centro da cidade e o imóvel fica na Rua 24 de Maio, na esquina co…

IPHAN TOMBA CENTRO HISTÓRICO DE JOÃO PESSOA

Por Alexandre Figueiredo

No dia 05 de agosto de 2008, o Centro Histórico da cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, passa a ser considerado patrimônio histórico. Uma cerimônia realizada na Câmara Municipal de João Pessoa celebrou a homologação do tombamento. No evento, estava presente o presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Luiz Fernando de Almeida, representando não somente a instituição mas também o ministro interino da Cultura, Juca Ferreira, ausente na ocasião.

Luiz Fernando recebeu dos parlamentares municipais o título de "Cidadão Pessoense", em homenagem à dedicação dada ao Centro Histórico da capital paraibana. Depois do evento, o presidente do IPHAN visitou várias áreas da cidade, como o próprio local tombado, além do Conjunto Franciscano, o Convento Santo Antônio e a Estação Cabo Branco, esta última um projeto do arquiteto Oscar Niemeyer que foi inaugurado no mês passado. Luiz Fernando de Almeida participou também da abertura da Feir…

110 ANOS DE RODRIGO

Por Alexandre Figueiredo

Foram 30 anos como diretor-geral do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Mas seu envolvimento na trajetória do SPHAN foi maior, se contarmos o ano em que a instituição funcionou como órgão provisório, em 1936, e o pouco mais de um ano como integrante do Conselho Consultivo.

Pois foi entre 1936 e 1969 o envolvimento do advogado e jornalista Rodrigo Melo Franco de Andrade com o SPHAN. Do convite para organizar a instituição, em 1936, até seu falecimento, em maio de 1969, Rodrigo participou ativamente de todo o processo de preservar, o máximo e o melhor possível, o legado histórico e cultural do Brasil, a maior parte do tempo como diretor-geral da instituição.

Rodrigo nasceu em 17 de agosto de 1898, na então novata cidade de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Foi o primogênito do professor de Direito Criminal e procurador seccional da República, Rodrigo Bretas de Andrade, e sua esposa Dália Melo Franco de Andrade. Do lado paterno, possui ascendentes na r…

GILBERTO GIL DEIXA O MINISTÉRIO DA CULTURA

Por Alexandre Figueiredo

O ministro de Estado da Cultura, Gilberto Gil, confirmou há pouco o seu desejo de deixar o cargo. Depois de se reunir com o presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, Gilberto Gil entregou a ele o pedido de demissão, em caráter irrevogável. Lula aceitou o anúncio de que o cantor deixaria o Ministério da Cultura.

Durante uma entrevista coletiva dada à imprensa, em Brasília, Gilberto Gil afirmou que o presidente Lula demonstrou, pela primeira vez, sensibilidade e tranquilidade em relação à saída do ministro. “O presidente Lula já percebeu que, agora, nós temos condição de nos afastar sem dificuldades maiores para ele, tanto do ponto de vista político quanto do desempenho técnico do ministério”, disse o cantor.

Gil acrescentou ainda que, assim que Lula voltar da viagem à China, onde participa da abertura das Olimpíadas no próximo dia 08 de agosto, deve efetivar a substituição do cargo de Ministro da Cultura, que passará para o atual secretário-executivo, …

CAPOEIRA TORNA-SE PATRIMÔNIO CULTURAL DO BRASIL

Por Alexandre Figueiredo

O Conselho Consultivo do IPHAN, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, declarou que a capoeira é agora um patrimônio cultural do Brasil. Em votação realizada em Salvador, Bahia, no dia 15 de julho de 2008, o Conselho Consultivo do IPHAN, composto de 22 membros, entre representantes de entidades culturais e da sociedade civil, concluiu-se o processo de registro da capoeira, que durou dois anos.

O ato do registro foi feito em presença do ministro interino da Cultura, Juca Ferreira, do governador da Bahia, Jacques Wagner, do presidente do IPHAN, Luís Fernando de Almeida, do presidente da Fundação Palmares (órgão do Ministério da Cultura destinado às manifestações afro-brasileiras), Zulu Araújo, dos embaixadores da Nigéria e do Senegal e de autoridades locais.

No evento, Luís Fernando de Almeida anunciou a inclusão, no Livro de Saberes, do ofício dos mestres de capoeira. É por causa do empenho deles em difundir a capoeira que ela se tornou conhecida,…

CONGRESSO APROVA O ESTATUTO E O FUNDO DE DESENVOLVIMENTO DOS MUSEUS

Por Alexandre Figueiredo

O Senado Federal aprovou, no primeiro dia de julho de 2008, o projeto de lei da senadora Ideli Salvatti (PT-SC), que autoriza o Poder Executivo a criar um fundo de investimento para desenvolver e preservar os museus existentes no país. O projeto depende ainda de tramitação na Câmara Federal para ser sancionado.

O Fundo Nacional de Desenvolvimento dos Museus (FNDM) se destina a dar apoio para atividades de conservação, restauração e modernização de prédios, recuperação ou conservação do seu acervo tal como sua possível ampliação, além de melhorar a gestão administrativa, de possibilitar o treinamento e aperfeiçoamento de seu pessoal. Além disso, o FNDM irá contar com recursos provenientes do Orçamento da União e de doações feitas por pessoas físicas e jurídicas.

A medida complementa o Estatuto dos Museus, como instrumento para garantir a sobrevivência dos museus em todo o país. Nas políticas referentes ao patrimônio histórico brasileiro, é dada a ênfase no assunto…

MUSEU HISTÓRICO NACIONAL, ABA, HELOÍSA TORRES E CASTRO FARIA

Por Alexandre Figueiredo

A historiografia do IPHAN, quando fala de sua origem, sob o nome de SPHAN, associa sua trajetória tradicionalmente às figuras de Rodrigo de Melo Franco, advogado que presidiu a instituição por trinta anos, e seu parceiro na fundação da autarquia, o poeta modernista Mário de Andrade. Evidentemente, os dois tiveram atuação decisiva no desenvolvimento do SPHAN, mas a primeira fase da instituição não somente contou com a atuação de outras pessoas como também foi influenciado ou influenciou outras instituições comprometidas com o âmbito das ciências sociais e com o patrimônio.

A própria ação pioneira de Mário de Andrade, que em 1922 foi não apenas um dos artistas presentes na Semana de Arte Moderna de São Paulo como também um de seus líderes e agitadores culturais, já tinha sido crucial para a criação e trabalho do Departamento do Patrimônio Histórico e Artístico do governo de São Paulo. Foi um convite partido do Ministério da Educação e Saúde do governo de Getúlio V…