Pular para o conteúdo principal

Postagens

MUSEU NACIONAL SE REÚNE COM REPRESENTANTES DO IPHAN

Postagens recentes

O INCÊNDIO NO MUSEU NACIONAL E A TRAGÉDIA CULTURAL BRASILEIRA

MUSEU NACIONAL, NO RIO DE JANEIRO, APÓS O INCÊNDIO DE 02 DE SETEMBRO.

Por Alexandre Figueiredo

Não se chegou a um mês de completados os 200 anos do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, que foi no último 06 de agosto de 2018, e uma tragédia tornou-se o efeito da indiferença que o poder público e a sociedade em geral sentiu pela instituição, que abrigava um rico acervo que, infelizmente, se perdeu para sempre.

Foi encerrar o expediente, no último dia 02 de setembro, para um incêndio surgir, provavelmente devido a um curto-circuito. O fogo se espalhou rapidamente, e o corpo de bombeiros chegou quando o incêndio já era intenso, destruindo quase que por completo seu acervo, restando muito poucas coisas, entre as quais o meteorito Bendegó, por ser resistente a altas temperaturas.

Perderam-se muitas obras de arte aplicada, muitos objetos de valor arqueológico de tribos ameríndias e de antigos povos egípcios. A recente reconstituição de uma mulher que teria vivido no território brasileiro duran…

II REUNIÃO DE GOVERNANÇA ACONTECE NO RIO DE JANEIRO

Por Alexandre Figueiredo

Os representantes de governos dos países da América do Sul, da África e o Timor Leste, na Ásia, tem novo encontro nos dias 30 e 31 de agosto, quando se realiza, no Centro Lúcio Costa, no Rio de Janeiro, a II Reunião de Governança, que conta também com a participação da Diretoria-Geral da UNESCO.

A reunião, promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), tem como objetivo avaliar as atividades de gestão e capacitação do patrimônio cultural, tanto no que se refere às ações que foram feitas, os desafios a serem enfrentados e os novos projetos a serem traçados.

No evento, será apresentado um relatório do Centro Lúcio Costa sobre seus últimos quatro anos de atividades de pesquisa aplicada e trabalhos de qualificação acadêmica e profissional, que permitiram a formação de cerca de 350 técnicos e 14 gestores de 14 dos países que estão envolvidos com atividades sobre o Patrimônio Mundial.

As ações afirmativas promovidas pelo CLC são base…

IPHAN INVESTE NA RESTAURAÇÃO DE IGREJAS NA BAHIA

Por Alexandre Figueiredo

Por intermédio do PAC das Cidades Históricas, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional segue realizando investimentos em restaurações de igrejas na Bahia, utilizando recursos de R$ 1,6 bilhão. Várias igrejas tiveram obras concluídas, outras ainda estão em andamento e outras ainda a se realizarem.

Durante nove anos, a Capela do Campo Santo, localizada junto ao cemitério do bairro do mesmo nome, situado no caminho entre o Canela e a Federação e situado próximo ao acesso à Av. Centenário, em Salvador, teve que cancelar suas missas devido às obras de restauração.

As missas só foram reiniciadas no templo depois que um minucioso trabalho de restauração fosse concluído e fossem também verificadas condições técnicas de segurança para as pessoas frequentarem o local. No último dia 18, a Capela do Campo Santo foi reinaugurada, voltando a ser uma opção de lazer e religiosidade à população.

Segundo o coordenador da Comissão de Arte Sacra da Arquidiocese d…

A CULTURA BRASILEIRA NO BRASIL EM CRISE

Por Alexandre Figueiredo

A crise brasileira vivida nos últimos anos se deu, em parte, pela contribuição de uma parcela de intelectuais elitistas, mas pretensamente progressistas, que, clamando pela "ruptura do preconceito", defendiam o establishment do entretenimento, envolvendo música e comportamento, exaltando fenômenos conservadores mas de forte apelo popular.

Não houve uma mea culpa oficial dessa intelectualidade, mas tão somente uma "mudança de assunto". Passaram a comentar sobre os deslizes da Rede Globo, sobre nomes esquecidos da MPB, sobre aborto, nos fazendo esquecer que essas pessoas defendiam ícones "populares demais" que eram patrocinados pela mesma Rede Globo que hoje dizem repudiar.

Quebrada a vidraça da cultura brasileira, a falácia do "combate ao preconceito", que na verdade era um mecanismo para prolongar modismos comerciais sob a retórica da "etnografia", do "ativismo" e da "provocatividade", fez …

RIO DE JANEIRO SEDIA DEBATES SOBRE RISCOS E NECESSIDADE DE PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO

TRAGÉDIA DE MARIANA, EM MINAS GERAIS, É UM DOS TEMAS DISCUTIDOS NUM DOS ENCONTROS.

Por Alexandre Figueiredo

No Rio de Janeiro que precisa rever seus valores e seus próprios riscos, é mais do que oportuno que a cidade sedie dois eventos sobre patrimônio cultural, um discutindo os riscos e desastres que ameaçam a preservação patrimonial e outro debatendo justamente as políticas de gestão e promoção do patrimônio arquitetônico.

O primeiro evento acontece dias 23 e 24 de maio de 2018, no Edifício Teleporto, na Av. Pres. Vargas, na Cidade Nova. É a quinta edição do evento Jornadas do Patrimônio, cujo tema são os riscos e desastres que ameaçam a preservação patrimonial, e discutirá as formas de administrar o patrimônio de maneira que se previnam as ocorrências desses riscos.

Entre as palestras anunciadas, uma delas se dedica a analisar a tragédia ambiental de Mariana, no interior de Minas Gerais, que ocorreu em 2015, causando várias mortes e danos ambientais de extrema gravidade, causando s…

APOIO DE INTELECTUAIS À BREGALIZAÇÃO FOI PEÇA DO JOGO GOLPISTA

PASSEATA CONTRA DILMA ROUSSEFF NA AV. PAULISTA, EM 13 DE MARÇO DE 2016.

Por Alexandre Figueiredo

O cenário político e social de hoje, que já era grave e se tornou bastante delicado depois da prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, se deve principalmente pelo jogo político no qual atuaram não somente opositores assumidos, mas também pretensos aliados que pareciam estarem comprometidos com a causa progressista dos governos de Lula e Dilma Rousseff.

Todavia, como se observou nas manobras políticas de 1964, o golpismo político que se deu em várias etapas em 2016 e ocorreu mais adiante em 2017, culminando, mais recentemente, com a prisão de Lula, foi um jogo no qual não se pode contentar com o aparente maniqueísmo que aponta para a oposição simples de forças progressistas e forças reacionárias.

Em primeiro lugar, o golpismo político, tanto em 1964 quanto em 2016, só foi possível pelo desvio de foco de causas progressistas para aspectos pontuais ou secundários que, por mais que t…