Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2008

GILBERTO GIL DEIXA O MINISTÉRIO DA CULTURA

Por Alexandre Figueiredo

O ministro de Estado da Cultura, Gilberto Gil, confirmou há pouco o seu desejo de deixar o cargo. Depois de se reunir com o presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, Gilberto Gil entregou a ele o pedido de demissão, em caráter irrevogável. Lula aceitou o anúncio de que o cantor deixaria o Ministério da Cultura.

Durante uma entrevista coletiva dada à imprensa, em Brasília, Gilberto Gil afirmou que o presidente Lula demonstrou, pela primeira vez, sensibilidade e tranquilidade em relação à saída do ministro. “O presidente Lula já percebeu que, agora, nós temos condição de nos afastar sem dificuldades maiores para ele, tanto do ponto de vista político quanto do desempenho técnico do ministério”, disse o cantor.

Gil acrescentou ainda que, assim que Lula voltar da viagem à China, onde participa da abertura das Olimpíadas no próximo dia 08 de agosto, deve efetivar a substituição do cargo de Ministro da Cultura, que passará para o atual secretário-executivo, …

CAPOEIRA TORNA-SE PATRIMÔNIO CULTURAL DO BRASIL

Por Alexandre Figueiredo

O Conselho Consultivo do IPHAN, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, declarou que a capoeira é agora um patrimônio cultural do Brasil. Em votação realizada em Salvador, Bahia, no dia 15 de julho de 2008, o Conselho Consultivo do IPHAN, composto de 22 membros, entre representantes de entidades culturais e da sociedade civil, concluiu-se o processo de registro da capoeira, que durou dois anos.

O ato do registro foi feito em presença do ministro interino da Cultura, Juca Ferreira, do governador da Bahia, Jacques Wagner, do presidente do IPHAN, Luís Fernando de Almeida, do presidente da Fundação Palmares (órgão do Ministério da Cultura destinado às manifestações afro-brasileiras), Zulu Araújo, dos embaixadores da Nigéria e do Senegal e de autoridades locais.

No evento, Luís Fernando de Almeida anunciou a inclusão, no Livro de Saberes, do ofício dos mestres de capoeira. É por causa do empenho deles em difundir a capoeira que ela se tornou conhecida,…

CONGRESSO APROVA O ESTATUTO E O FUNDO DE DESENVOLVIMENTO DOS MUSEUS

Por Alexandre Figueiredo

O Senado Federal aprovou, no primeiro dia de julho de 2008, o projeto de lei da senadora Ideli Salvatti (PT-SC), que autoriza o Poder Executivo a criar um fundo de investimento para desenvolver e preservar os museus existentes no país. O projeto depende ainda de tramitação na Câmara Federal para ser sancionado.

O Fundo Nacional de Desenvolvimento dos Museus (FNDM) se destina a dar apoio para atividades de conservação, restauração e modernização de prédios, recuperação ou conservação do seu acervo tal como sua possível ampliação, além de melhorar a gestão administrativa, de possibilitar o treinamento e aperfeiçoamento de seu pessoal. Além disso, o FNDM irá contar com recursos provenientes do Orçamento da União e de doações feitas por pessoas físicas e jurídicas.

A medida complementa o Estatuto dos Museus, como instrumento para garantir a sobrevivência dos museus em todo o país. Nas políticas referentes ao patrimônio histórico brasileiro, é dada a ênfase no assunto…

MUSEU HISTÓRICO NACIONAL, ABA, HELOÍSA TORRES E CASTRO FARIA

Por Alexandre Figueiredo

A historiografia do IPHAN, quando fala de sua origem, sob o nome de SPHAN, associa sua trajetória tradicionalmente às figuras de Rodrigo de Melo Franco, advogado que presidiu a instituição por trinta anos, e seu parceiro na fundação da autarquia, o poeta modernista Mário de Andrade. Evidentemente, os dois tiveram atuação decisiva no desenvolvimento do SPHAN, mas a primeira fase da instituição não somente contou com a atuação de outras pessoas como também foi influenciado ou influenciou outras instituições comprometidas com o âmbito das ciências sociais e com o patrimônio.

A própria ação pioneira de Mário de Andrade, que em 1922 foi não apenas um dos artistas presentes na Semana de Arte Moderna de São Paulo como também um de seus líderes e agitadores culturais, já tinha sido crucial para a criação e trabalho do Departamento do Patrimônio Histórico e Artístico do governo de São Paulo. Foi um convite partido do Ministério da Educação e Saúde do governo de Getúlio V…