Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2006

A POLÍTICA NACIONAL DOS MUSEUS

Museu Oscar Niemeyer - Curitiba, Paraná

Por Alexandre Figueiredo

No ocaso do governo Lula, tendo o Ministério da Cultura conduzido pelo cantor e compositor tropicalista Gilberto Gil, existe uma expectativa para a criação do Instituto Brasileiro dos Museus (IBRAM), projeto previsto na Política Nacional dos Museus, lançada em maio de 2003 em comemoração ao Dia Internacional do Museu. Esta efeméride foi criada pelo International Comitée of Museum (ICOM), com o dia escolhido de 18 de maio para sensibilizar a humanidade do mundo inteiro da importância de zelar pelos museus em cada país.

A Política Nacional dos Museus foi lançada por Gil no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, no principal evento comemorativo da data, que no seu período de comemorações teve outros eventos em vários cantos do país, numa ação articulada promovida pela Secretaria Nacional do Patrimônio, Museus e Artes, por intermédio da Coordenação de Museus e Artes Plásticas. A PNM foi uma etapa conquistada pela antiga m…

O CASTRADO UNIVERSO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS NO BRASIL

Por Alexandre Figueiredo

Não deixa de ser ilustrativa a derrota da seleção brasileira de futebol pela seleção francesa, na Copa do Mundo da Alemanha de 2006. Não precisou muito. Foi apenas um gol do jogador Thierry Henry, que recebeu a bola do craque Zidane, para eliminar o sonho de vitória dos jogadores brasileiros, que demonstraram um jogo inseguro, vacilante, medroso, disperso, sem qualquer tipo de agilidade ou coesão, fora os primeiros quinze minutos de posse de bola dos brasileiros.

Discute-se muita coisa a respeito deste jogo e algumas pessoas perguntaram por que os "melhores do mundo" permitiram a sua derrota em campo. Discussões vãs, evidentemente. Porque o evidente estava ali: a seleção brasileira jogou mal. Foi a queda de uma máscara inventada desde 1990, a do "futebol de resultados", uma espécie de "jeitinho brasileiro" que dissimulava a mediocridade do futebol com alguns minutos "mágicos" em que a defesa adversária falhava. A seleção b…

A CONTRIBUIÇÃO DE DURKHEIM À SOCIOLOGIA

Por Alexandre Figueiredo

A sociologia contemporânea deve seu avanço a Èmile Durkheim, fundador da escola francesa. Reconhecido mundialmente como um dos pensadores do conceito de coerção social, sua sociologia marcou-se pela combinação da sua teoria com a pesquisa empírica.

Èmile Durkheim nasceu em 15 de agosto de 1858, na cidade de Epinal, no noroeste francês, região localizada na fronteira com a Alemanha. Durkheim era de família judaica, mas do contrário que definia a tradição de seus familiares, ele recusou-se a seguir a carreira de rabino.

Não bastasse ele ter vivido numa época de grandes transformações no universo do pensamento mundial - a segunda metade do século XIX, tempo de profundas transformações tecnológicas e culturais na Europa - , ele também viveu em sua juventude as transformações referentes ao país onde nasceu e viveu, a França. Era a época do conflito com o exército alemão, que forçou os franceses a ceder o território da Lorena. Era também o período da Comuna de Paris, e…