INAUGURADA CASA DO PATRIMÔNIO EM SALVADOR


Por Alexandre Figueiredo

Está em funcionamento, há dez dias, a Casa do Patrimônio do IPHAN em Salvador, sede da 7ª Superintendência Regional da instituição. O imóvel escolhido foi a Casa dos Sete Candeeiros, localizado na Rua São Francisco, 32, na Sé, no Centro Histórico da capital baiana.

O imóvel data do século XVII e abrigou o rei D. João VI na sua estadia em Salvador, durante a vinda da família real portuguesa ao Brasil, em 1808. O casarão, aliás, é conhecido como Sete Candeeiros por causa dos sete lampiões que foram instalados durante essa visita.

O imóvel estava fechado durante dois anos, e sua reforma se deu com um investimento de R$ 1,5 milhão. Sua inauguração, no último dia 15, contou com a presença do superintendente do IPHAN, o também arquiteto Carlos Amorim, e da presidenta do instituto, Jurema de Souza Machado, que também esteve presente em outros eventos ligados ao patrimônio histórico e cultural.

Autoridades municipais e estaduais também estiveram no evento de inauguração da Casa, que abrigará peças do patrimônio histórico baiano, além de contar com um auditório para cem lugares, uma sala de projeção e um Núcleo de Bens Materiais e Laboratório de Restauração, todos climatizados.

O prédio, com 20 cômodos, servirá para a realização de debates importantes e de exposições relacionadas ao patrimônio cultural e terá também um escritório regional do PAC das Cidades Históricas. A casa também adaptou todos os seus acessos visando beneficiar os portadores de necessidades especiais.

A importância da Casa do Patrimônio em sediar o PAC das Cidades Históricas na Bahia tem como perspectiva monitorar e planejar as intervenções necessárias para restaurar e recuperar os prédios históricos não somente em Salvador, mas também nas demais cidades da Bahia.

Entre os objetos a serem guardados e expostos permanentemente no local, estão alguns utensílios históricos e imagens de santos populares. Além do ateliê de restauração, existe uma sala de Arqueologia e outra para realizar o inventário dos Bens Móveis Integrados. A vista externa do prédio permite observar igrejas históricas e também o prédio da Prefeitura do Salvador.

FONTES: IPHAN, Portal Brasil 247.

Comentários