Pular para o conteúdo principal

PROJETO ESTIMULA CIDADES PEQUENAS A CRIAR MUSEUS


Por Alexandre Figueiredo

Em 10 de dezembro de 2007, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional lançou um edital do projeto Mais Museus, antecipando o ano de 2008, considerado o Ano Ibero-Americano de Museus, a ser oficialmente lançado em cerimônia no dia 13 de fevereiro, no Museu Reina Sofia, em Madri, capital da Espanha. O evento acontece em paralelo com à abertura da 27ª Feira de Arte Contemporânea - Arco 2008, cujo tema da edição é o Brasil. A solenidade contará com a presença dos ministros da cultura do Brasil, Gilberto Gil, e da Espanha, César Antonio Molina, além do secretário geral da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), Álvaro Marchesi; e do secretário Geral da Secretaria Ibero-Americana (Segib), Enrique Iglesias.

Nos últimos anos, o IPHAN se dedicou intensamente ao assunto dos museus, de tal relevância que existe até um projeto do Governo Federal de criação do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), cuja fundação chegou a ser anunciada para 2006 mas até o momento não há dados sobre quando será. Mas o tema museus continuou em pauta e o IPHAN lançou um projeto que irá valorizar a criação e a proteção de museus em todo o país.

No ano passado, o Ministério da Cultura divulgou o balanço de seu investimento realizado nos 36 museus e centros culturais que estão sob os cuidados do Iphan. O levantamento mostra que houve um aumento de mais de R$ 20 milhões no dinheiro investido entre 2005 e 2006, dando no valor de R$ 120,2 milhões nestas instituições em 2006 contra R$ 92,9 milhões em 2005. Todavia, o resultado obtido foi considerado insuficiente: afirma o diretor do Departamento de Museus e Centros Culturais do Iphan (Demu/Iphan), José do Nascimento Júnior, que seria necessário pelo menos o dobro de recursos para que o ministério atendesse satisfatoriamente as demandas dos museus sob sua administração.

A situação também mostra a limitação de recursos para o pagamento dos servidores públicos dos museus, tal como de todo o ministério. Durante a Semana Nacional de Museus, iniciou-se uma greve geral dos servidores no dia 15 de maio de 2007, causando o fechamento de praticamente todos os museus federais. A greve durou alguns meses e ganhou a solidariedade de outras áreas do MinC. Apesar da greve, segundo Nascimento Júnior, a programação da semana foi salva devido ao empenho das instituições particulares e de outras vinculadas a outros ministérios e órgãos públicos, também na esfera Estadual e Municipal.

O projeto Mais Museus foi lançado depois que o Ministério da Cultura constatou em levantamento de que menos de 10% das cidades que possuem menos de 50 mil habitantes possuem algum museu. De acordo com o gerente de museologia do IPHAN, Átila Tolentino, o objetivo do projeto é estimular a criação dos museus. Entre os pontos do projeto, estão a aquisição de equipamentos e mobiliário, a elaboração de projetos para execução de obras e serviços, a instalação e montagem de exposições, restauração de imóveis, elaboração de projetos museológicos ou museográfico e benfeitoria em imóveis. “O cuidados que nós estamos tendo é que não basta apenas criar esse museu, tem que se preocupar com depois que ele for criado, como o museu irá continuar", afirma Tolentino.

Um dos requisitos exigidos para a criação de museus é o projeto de manutenção, visando dessa forma verificar se os museus estão em atividade e se eles cumprem sua função de oferecer cultura, conhecimento e lazer para a população. A administração municipal assumirá o compromisso de definir e informar como será o funcionamento de um museu, quais os recursos financeiros e humanos a serem aplicados e qual a agenda de atividades que será apresentada em cada período.

Os projetos serão investidos por um banco e receberão o apoio de acordo com a disponibilidade orcamentária do IPHAN, com recursos de até R$ 100 mil, descontando a contrapartida. As inscrições terminam no dia 28 de fevereiro, e se destinam a pessoas jurídicas de direito público ou privado, sem fins lucrativos. A inscrição deve ser feita através de postal no endereço "Edital Mais Museus; Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Museus e Centros Culturais; SBN Quadra 02 Bloco H - Edifício Central Brasília 2º andar; CEP 70040-904 Brasília-DF.

FONTES: IPHAN, Revista Museu, Agência Brasil, Cultura e Mercado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMUNIDADES INDÍGENAS DO ALTO-XINGU SÃO PATRIMÔNIO CULTURAL

Por Alexandre Figueiredo

As duas localidades situados no Mato Grosso que são considerados pelas tribos indígenas do Alto-Xingu como lugares sagrados tornaram-se patrimônio cultural por iniciativa do IPHAN.

O Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional aprovou há cinco dias, por unanimidade, o pedido de tombamento das localidades de Sagihengu e Kamukuwaká, feito por iniciativa das etnias Waurá, Kalapalo e Kamayurá e reforçado pelos técnicos do IPHAN.

Sagihengu e Kamukuwaká são lugares que fazem parte do Kwarup, a maior festa ritualística realizada pelos povos do Alto-Xingu. Nove etnias que formam seu complexo sócio-cultural participam, de forma compartilhada, dos rituais. Todavia, as duas áreas ainda estão fora do território demarcado pelo Governo do Parque Nacional do Xingu.

Observando essa limitação, os grupos indígenas formularam, em 2008, um pedido para o IPHAN de transformação da área em patrimônio cultural, garantindo a conservação e também o acesso …

A IMPORTÂNCIA DE OSCAR NIEMEYER PARA O BRASIL E O MUNDO

Por Alexandre Figueiredo

Oscar Niemeyer, um dos mais renomados arquitetos brasileiros, nos deixou ontem à noite, no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, a dez dias de completar 105 anos. Sofria insuficiência respiratória e desde novembro estava muito doente.

Foi uma vida longeva e ativa, em que Oscar, mesmo com a voz mais frágil, expressou sua lucidez nos últimos anos. Era um dos últimos remanescentes de uma produtiva geração de intelectuais que procurou pensar e agir pelo Brasil. Era formado em Arquitetura pela Escola Nacional de Belas Artes, atual Escola de Belas Artes da UFRJ, em 1934.

Era uma época em que a geração modernista já se consolidava como um grupo de intelectuais dedicados ao progresso sócio-cultural do Brasil. Mário de Andrade já atuava em cargos administrativos do governo paulista e depois se tornaria um dos fundadores do IPHAN, então conhecido como SPHAN (Serviço), juntamente com Rodrigo Melo Franco de Andrade.

A fundação do SPHAN, a partir de 1936 mas oficialment…

PÓS-GRADUAÇÃO PAGA AGRAVARÁ GRANDES BARREIRAS PARA O CONHECIMENTO

Por Alexandre Figueiredo

Foi aprovada anteontem, na plenária da Câmara dos Deputados, a proposta que permite a cobrança de mensalidades em cursos de pós-graduação nas universidades públicas. A Proposta de Emenda Constitucional, cujo autor do texto original é o deputado Alex Canziani (PTB-PR) e com texto substitutivo do colega Cleber Verde (PRB-MA), ainda depende da votação no Senado para aprovação definitiva.

O projeto propõe que cursos universitários de pós-graduação lato sensu (especialização), assim como os de Mestrado profissional e extensão, cobrem taxas de mensalidades de seus alunos. Segundo seus defensores, a medida visa melhorar a arrecadação de recursos das instituições de ensino superior.

A proposta de pós-graduação paga, que contou com a oposição de partidos como PSOL, PC do B e o recém-criado REDE (Rede Sustentabilidade, de Marina Silva), embora o Partido dos Trabalhadores tenha deixado a questão facultativa (os petistas poderiam votar contra ou a favor, se quiserem), no…