Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2008

PROJETO ESTIMULA CIDADES PEQUENAS A CRIAR MUSEUS

Por Alexandre Figueiredo

Em 10 de dezembro de 2007, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional lançou um edital do projeto Mais Museus, antecipando o ano de 2008, considerado o Ano Ibero-Americano de Museus, a ser oficialmente lançado em cerimônia no dia 13 de fevereiro, no Museu Reina Sofia, em Madri, capital da Espanha. O evento acontece em paralelo com à abertura da 27ª Feira de Arte Contemporânea - Arco 2008, cujo tema da edição é o Brasil. A solenidade contará com a presença dos ministros da cultura do Brasil, Gilberto Gil, e da Espanha, César Antonio Molina, além do secretário geral da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), Álvaro Marchesi; e do secretário Geral da Secretaria Ibero-Americana (Segib), Enrique Iglesias.

Nos últimos anos, o IPHAN se dedicou intensamente ao assunto dos museus, de tal relevância que existe até um projeto do Governo Federal de criação do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), cuja fundação chegou a ser anunciada para 2006 mas at…

IPHAN VAI PRESERVAR MEMÓRIA DA REDE FERROVIÁRIA FEDERAL

Por Alexandre Figueiredo

Injustiçado pela hegemonia do transporte rodoviário no Brasil, o trem poderia ser uma boa alternativa para minimizar a quantidade de caminhões que rodam nas rodovias, desgastando freqüentemente o asfalto, tornando-o perigoso. O excesso de transportes pesados nas estradas é um dos motivos decisivos para uma série de transtornos que dão nas inúmeras tragédias que dizimam milhares de brasileiros todo ano, numa quantidade que chega a ser comparável com as mortes causadas nos recentes conflitos no Iraque.

A desvalorização do transporte ferroviário - tal como o marítimo, excelente alternativa para a economia brasileira diante do vasto território oceânico nacional - , mesmo com todas as vantagens como menor custo no transporte de cargas e menos gastos com recuperação de asfalto que o sistema traria, é fruto da memória curta que atinge os brasileiros, junto à obsessão exagerada ao "novo", numa ânsia de atingir o desenvolvimento e a modernidade a qualquer custo…

PRÉDIO SEDE DO IPHAN COMEMORA 100 ANOS DE EXISTÊNCIA

Por Alexandre Figueiredo

No dia 28 de janeiro de 2008, foi celebrado o centenário do edifício sede da 6ª Superintendência Regional do IPHAN, localizado no número 46 da Avenida Rio Branco, centro do Rio de Janeiro. O prédio abriga esta unidade do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1986, e possui, em si, sua relevância histórica.

O edifício, que antes era a sede da Companhia Docas de Santos no Rio de Janeiro, é uma das construções remanescentes do começo do século XX, quando a avenida ainda se chamava Central. O prédio foi inaugurado apenas três anos depois da Av. Central, que era uma das principais obras do então prefeito carioca Francisco Pereira Passos, engenheiro que, inspirado nas reformas urbanas realizadas em Paris, no final do Século XIX, implantou mudanças radicais no quadro urbano do centro carioca. Era a Bèlle-Èpoque da capital francesa inspirando o desejo do Brasil de superar o ranço provinciano dos tempos da colônia, ainda remanescentes no período…